Seguidores

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Bracelete Mágico?


"Há um bracelete que ganhou o pulso de atores e esportistas do mundo inteiro. Chama-se Power Balance, foi lançado em 2007, na Califórnia, mas agora virou uma mania febril. É vendido como fonte de equilíbrio, flexibilidade e força, " capaz de interagir com o fluxo do corpo", garante a fabricante. Pelos cientistas é visto como um simples amuleto. Para mostrar sua eficácia, os distribuidores das pulseiras costumam aplicar testes nos consumidores. Num deles o participante se equilibra em uma só perna, com os dois braços abertos lateralmente. O instrutor, empurra para baixo um dos braços. Depois, repete-se o ritual com o bracelete. David Beckham tem de várias cores, Rubens Barrichello aderiu ao cinza, Cristiano Ronaldo preferiu o branco, o jogador Washington, do Fluminense, não tira para nada, Diego Hypólito diz que seu bom desempenho deve-se muito à pulserinha e Kate Middleton, noiva do príncepe William, propaga a tendência na Europa. No Brasil, a marca EFX, concorrente da Power Balance, vende seus braceletes há um ano em ritmo impressionante: 15 mil pulseiras por mês. A tirinha de silicone custa entre R$100 e R$150."
Fonte: Zero Hora, caderno Donna.
Eu fiquei pensando como as pessoas deixam ser enganadas, como elas podem simplesmente acreditar em uma pulserinha de silicone com um holograma? Meu Deus como as pessoas estão carentes...
Creia em Jesus e persista em obedecer, mesmo que não pareça lógico.
"Não sabemos o que fazer, mas os nossos olhos se voltam para ti." (2Cr 20:12)

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Dor.


Como seria bom não ter nenhum tipo de dor. Quantas vezes sofremos a dor física, a dor na alma... quantas vezes desejamos que ela não existisse... achamos que somos injustiçados quando ela vem. Culpamos a Deus por todas as nossas dores, achamos que Ele nos abandonou, que virou as costas para nós.

Quantas vezes nos vem a pergunta, mas onde está Deus? Onde está Deus que não livrou aquela criança de abusos, que não livrou aquela mulher de ser morta, que não livrou aquela centena de pessoas que estavam naquele avião, que não curou aquela doença... será que Deus nos abandonou?

Não. Não foi Deus que abandonou o homem... foi o homem que abandonou a Deus.

Esse não é o mundo que Deus preparou para nós.
Nós tínhamos comida, paz, saúde, vivíamos junto de todos os animais, tínhamos tudo... mas desejamos mais, desejamos desobedecer.
Quantas escolhas podemos fazer, somos donos do nosso nariz. Podemos comer e beber coisas que sabemos não nos fazer bem, podemos trabalhar ou viver no ócio, podemos ser honestos ou passar a perna nos outros, podemos cuidar da nossa vida ou cuidar da vida dos outros, podemos ser sinceros ou mentir... tantas escolhas com tantas consequências... nós escolhemos... mas depois quando algo dá errado e sofremos, colocamos a culpa toda em Deus.
E mesmo quando damos as costas à Ele, Ele está sempre ali de braços abertos pronto para nos receber.
Deus é amor, por mais que seja difícil entender seus propósitos, Ele nos ama.
Pare e pense bem: você daria o seu filho para me salvar? Não, ninguém faria isso.
Mas Deus fez, Ele deu seu único filho para salvar a mim, a você, a todos nós.
Jesus Cristo deu sua vida por nós.
Jesus Cristo é o caminho, só através Dele podemos ser salvos.
Você já entregou sua vida a Jesus?
Eu já! Entregue sua vida à Ele!

"Mas Deus demonstra o Seu amor por nós: Cristo morreu em nosso favor quando ainda éramos pecadores." (Romanos 5:8)





sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Juntos somos Fortes.

Quanto tempo sem postar nada por aqui, deixei meu cantinho abandonado, mas não quero isso mais. Hoje vou postar essa linda mensagem, que faz refletir. Muitas vezes deixamos a raiva tomar conta de nós, falamos coisas sem pensar, magoamos, abrimos uma ferida no outro, muitas vezes por vingança. Mas não é isso que Deus nos ensina, retribuir o mal com o mal, mas sim com bondade. O amor muda a nossa motivação de vida, o amor é paciente e bondoso.

" Uma jovem, quando se casou, recebeu um conselho de sua mãe: que cada vez que o marido a magoasse e a chateasse, e que isto a fizesse explodir, falar coisas que ia se arrepender depois, era para ela fazer uma bonequinha de pano.

Os anos se passaram... e ela seguiu a recomendação de sua mãe.

Como ela estava em avançada idade e doente, seu esposo, achou que já era tempo de ele saber o que era aquela caixa, que ela guardava com muito esmero.

Ela concordou que ele conhecesse seu segredo...tchan...tchan...tchan... qual foi sua surpresa, lá encontrando uma boneca de pano e muito dinheiro.

Ficou super curioso para saber a história... sobre o significado daquilo. Ela contou do conselho de sua mãe ao se casar.

Então ele ficou tão feliz, que durante anos de casamento havia apenas uma boneca na caixa, pois apenas uma vez a havia magoado. Então questionou sobre o dinheiro que lá estava.

A resposta veio logo... - ah, querido esposo, este dinheiro, consegui com a venda das bonecas."

Ressalto algumas questões que podemos tirar desta pequena história:

- atitude da mulher: ela não apelou para o revanche, tipo dar o troco.

- frustrações precisam de uma válvula de escape. A importãncia de saber lidar com as frustrações. Lidar de uma forma pró- ativa.

- o esposo tinha um pensamento alto sobre si mesmo e que não correspondia com a verdade (ao ver apenas uma boneca, ele se acha.).
"Tenham cuidado para que ninguém retribua mal com mal, mas sejam sempre bondosos uns para com os outros e para com todos." (1 Tessalonicenses 5:15)

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin